Governo de SP mantém obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes abertos

Estado previa a flexibilização da medida a partir do próximo dia 11; nova deliberação ocorreu após a confirmação de três casos da variante Ômicron

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2021 10h02 - Atualizado em 02/12/2021 10h13
MARCELO CHELLO/ESTADÃO CONTEÚDO - 07/02/2021Uso de máscaras em ambientes fechados também é obrigatória no Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSBD), decidiu nesta quinta-feira, 30, manter a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes abertos. Estado previa a flexibilização da medida a partir do próximo dia 11. O governo estadual atendeu a recomendação do Comitê Científico, que deliberou novamente sobre o assunto após a confirmação de três casos da variante Ômicron no Estado. Na terça-feira, 30, Doria já havia solicitado ao Comitê que a flexibilização fosse reavaliada. “Decidimos adotar essa medida por prudência com o cenário epidemiológico no estado. Todos os números demonstram que a pandemia está recuando em São Paulo, mas vamos optar pela precaução. O nosso maior compromisso é com a saúde da população”, explicou o governador.

Na noite de quarta-feira, 1º, depois da confirmação do terceiro caso da Ômicron, o governador pediu aos prefeitos das cidades do Estado que cancelassem as festas programadas para o Réveillon. O prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), acatou a solicitação de Doria e cancelou o evento de fim de ano do município. Os detalhes serão informados por Nunes em coletiva de imprensa ainda na manhã desta quinta-feira. Segundo o secretário de Saúde, Edson Aparecido, apesar do cancelamento da festa na Avenida Paulista, com shows e grandes aglomerações de pessoas, outras festas particulares e menores, em clubes e restaurantes, por exemplo, devem continuar com permissão para ocorrer.