Jean Gorinchteyn diz que vacina contra a Covid-19 será aplicada anualmente

Segundo o secretário da Saúde de São Paulo, uma dose adicional será necessária pelo fato do coronavírus ser um vírus respiratório, que deverá continuar de forma endêmica na sociedade

  • Por Jovem Pan
  • 14/07/2021 11h55 - Atualizado em 14/07/2021 18h01
Divulgação/Governo do Estado de São PauloA declaração foi dada durante coletiva de imprensa após a entrega de 800 mil doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde

O secretário de Saúde do Estado de São PauloJean Gorinchteyn, disse nesta quarta-feira, 14, que a vacinação contra a Covid-19 será anual. A declaração foi dada durante coletiva de imprensa após a entrega de 800 mil doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. A informação foi corroborada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que afirmou que a aplicação anual é uma recomendação dos infectologistas. “A partir de agora, todos os anos teremos que nos vacinar também contra a Covid-19, assim como nos vacinamos contra a gripe. Esse foi o aprendizado que tive com aqueles que são especialistas e lembro que a primeira etapa de vacinação no Brasil começou exatamente em janeiro deste ano. Portanto, as pessoas que foram vacinadas neste ano deverão, no ano que vem, serem vacinadas novamente”, apontou Doria. Em seguida, Gorinchteyn explicou a necessidade da vacinação contra o vírus ser realizada de forma anual. “Nós entendemos que o coronavírus veio para ficar, assim como em 2009 o H1N1, vírus da gripe, veio e ficou. Anualmente precisamos fazer dose adicional. Normalmente assim é feito por se tratar de um vírus respiratório, que vai ser mantido endêmico na nossa comunidade. Para que nós não tenhamos riscos de novas epidemias, a vacinação é a única forma de mantermos a proteção e a imunologia das pessoas elevada para que não haja nenhuma recorrência da doença”, detalhou o secretário de Saúde.