Juiz morre eletrocutado em campo de tênis na Zona Leste de São Paulo

Rafael Bragagnolo Takejima, de 41 anos, trabalhava na 4ª Vara Cível da Comarca de Diadema e sofreu choque elétrico nesta quinta-feira, 22

  • Por Jovem Pan
  • 23/07/2021 19h21
Tribunal de Justiça de São Paulo/Divulgação/23.07.2021Rafael Bragagnolo Takejima trabalhava na 4º Comarca de Diadema

O juiz Rafael Bragagnolo Takejima, de 41 anos, que atuava na 4ª Vara Cível da Comarca de Diadema, no ABC Paulista, morreu nesta quinta-feira, 22, após ser eletrocutado em um clube de tênis localizado no bairro da Vila Regente Feijó, Zona Leste de São Paulo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o socorro foi acionado pouco antes das 14h30 e a vítima foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Em nota, o Tribunal de Justiça do Estado se solidarizou com amigos e familiares do magistrado, que deixou uma esposa e uma filha com menos de 2 anos. Rafael se formou na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e ingressou na Magistratura aos 28 anos, em 2009. Durante a sua carreira, ele trabalhou nas cidades de Itapetininga, Presidente Epitácio, Itapeva e Praia Grande, sendo também juiz auxiliar na capital. A Jovem Pan entrou em contato por e-mail com o Mazzeo Tennis, local no qual o juiz estava quando sofreu a descarga elétrica. Até o momento, o clube não respondeu nem se posicionou nas redes sociais. As circunstâncias do choque elétrico ainda não foram esclarecidas. O corpo de Rafael Bragagnolo foi velado e sepultado nesta terça-feira, 23, na cidade de Itu, onde ele nasceu.