Ministério da Saúde inclui bancários e trabalhadores dos Correios no grupo prioritário da vacinação

Marcelo Queiroga afirmou que a decisão foi técnica e que a demanda das categorias chegou à pasta há cerca de três semanas

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2021 15h55 - Atualizado em 06/07/2021 17h18
Divulgação/Ministério da SaúdeMinistro Marcelo Queiroga fez o anúncio em coletiva de imprensa no Palácio do Planalto

O Ministério da Saúde decidiu incluir bancários e trabalhadores dos Correios no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em coletiva de imprensa nesta terça-feira, 6, com os presidentes da Caixa Econômica, do Banco do Brasil e Correios. O ministro afirmou que a decisão foi técnica e que a demanda das categorias chegou à pasta há cerca de três semanas. “Hoje nós tivemos uma posição definitiva do Programa Nacional de Imunizações para que os servidores dos bancos e dos Correios e telégrafos fossem incluídos no rol de prioridades”, disse. Segundo o presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro, 153 mil bancários ainda não foram vacinados. O presidente dos Correios, Floriano Peixoto, agradeceu o ministro. “Esta foi uma iniciativa dos Correios de reconhecer o seu pessoal como uma parcela muito exposta, na linha de frente, à possibilidade de contaminação. Ficamos muito satisfeitos com a anuência do ministro Queiroga à inclusão da categoria no grupo prioritário”. O Ministério da Saúde informou que deve soltar uma nota na sexta-feira para detalhar o esquema de vacinação para esses profissionais.