Ministro da Educação diz que Enem 2021 deve acontecer em ‘outubro ou novembro’

Milton Ribeiro negou que as provas estejam agendadas para janeiro de 2022; ele enfatizou, no entanto, que a realização do exame depende do andamento da pandemia no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2021 14h51 - Atualizado em 14/05/2021 17h09
RAFAEL BANDEIRA/LEIAJÁIMAGENS/ESTADÃO Milton Ribeiro esteve na inauguração de um centro de ensino infantil em Blumenau, Santa Catarina

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou nesta sexta-feira, 14, que “tudo indica” que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 deve acontecer em outubro ou novembro deste ano. Após o Enem 2020 ter sido adiado, era esperado que a prova deste ano fosse realizada apenas em janeiro de 2022. O ministro, no entanto, negou a possibilidade. “Aquilo que eventualmente foi publicado faz parte naturalmente de conversas de bastidores. Foi um documento em que se discutia [a probabilidade do exame ocorrer em janeiro de 2022]”, explicou Ribeiro sobre os despachos internos do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) obtidos pelo G1. “Está tudo previsto. Tudo indica que lá para outubro, novembro. A data vai ser verificada de acordo com o andamento da pandemia”, disse em inauguração de um centro de ensino infantil em Blumenau, Santa Catarina.

Em 2020, apesar dos pedidos de autoridades e especialistas da educação e dos impactos da pandemia do coronavírus, tanto o Ministério da Educação quanto o Inep chegaram a negar a possibilidade de suspensão ou mudança no exame. Em 19 de maio, o Senado Federal iniciou as discussões sobre o possível adiamento de vestibulares. Segundo proposta aprovada pela Casa, ficaria prorrogado automaticamente a aplicação das provas, exames e demais atividades de seleção para o ensino superior em caso de reconhecimento de estado de calamidade pública, como no caso da pandemia. Com aumento da pressão social e legislativa, um dia depois, em 20 de maio, o Ministério da Educação anunciou o adiamento do Enem. Nesta sexta-feira, Ribeiro afirmou que não existe chance do exame de 2021 ser cancelado. “Agora, o de 2021, teremos sim, com toda certeza.”