Passageira vinda da África testa positivo para Covid-19 em Belo Horizonte e é monitorada

Prefeitura da capital mineira informou que infectada é uma mulher não vacinada que deixou o Congo, passou pela Turquia e desembarcou em São Paulo antes de ir para Minas Gerais

  • Por Jovem Pan
  • 29/11/2021 18h58 - Atualizado em 29/11/2021 20h35
SANDRO PEREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOSegundo a prefeitura de BH, a mulher não foi vacinada contra a Covid-19

Uma mulher que esteve no Congo nas últimas semanas testou positivo para Covid-19 em Belo Horizonte, Minas Gerais, e está sendo monitorada pelas autoridades sanitárias. A informação foi confirmada à Jovem Pan pela prefeitura da capital mineira. A infectada, que é brasileira, esteve no Congo, na África, no dia 17 de novembro, passou pela Turquia, desembarcou em São Paulo no dia 20 e foi para Minas Gerais no mesmo dia. Os sintomas começaram no dia 22, sendo que a cidadã procurou atendimento apenas neste domingo, 28. Segundo a prefeitura, a mulher não foi vacinada contra a doença, mas fez um teste negativo da doença antes de embarcar no Congo.

A administração municipal afirmou ainda que foi solicitada a genotipagem do vírus para identificar se a passageira está com a variante Ômicron, sequenciada recentemente no continente africano. “A equipe da unidade realizou o atendimento conforme os protocolos, comunicou ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), solicitou teste rápido, com resultado positivo, sendo solicitada a realização de genotipagem do vírus”, diz nota da prefeitura. O governo do prefeito Alexandre Kalil (PSD) diz que “segue realizando o acompanhamento permanente da situação” e voltou a recomendar medidas sanitárias como uso de máscaras e evitar aglomerações.