Pesquisa aponta que 50% dos trabalhadores pretendem pagar dívidas com FGTS

Saque emergencial de até R$ 1.045 vai organizar orçamento familiar, diz Serasa

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2020 13h26
ADAILTON DAMASCENO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOSaque emergencial deve ser sacado por 67% dos brasileiros

Um levantamento feito pela Serasa apontou que 67% dos trabalhadores pretende realizar o Saque Emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Desses, 52% deve usar o dinheiro para o pagamento de dívidas. A pesquisa ainda mostrou que 59% dos entrevistados têm valores disponíveis para saque. De acordo com a Serasa Experian, entidade ligada a Serasa, isso indica maior consciência da população sobre a importância de manter o nome limpo perante as instituições financeiras durante o período da pandemia de Covid-19. “O saque emergencial de até R$ 1.045 vai desempenhar um papel muito importante na organização do orçamento das famílias brasileiras, que já encontram dificuldade com as despesas básicas do dia a dia, complicando ainda mais a vida financeira se estiverem com dívidas”, afirmou a especialista em Pesquisa e Comportamento do Consumidor da Serasa, Jéssica Vicente.

A pesquisa entrevistou 1.290 pessoas entre homens e mulheres de todas as regiões do Brasil, na faixa etária de 18 a 85 anos de idade. O estudo foi realizado no formato online, por meio de uma metodologia quantitativa que reflete o comportamento da população brasileira como um todo. Atualmente, segundo a Serasa, mais de 64 milhões de consumidores estão inadimplentes. A injeção de recursos do FGTS deve chegar a R$ 37,8 bilhões na economia, beneficiando cerca de 60 milhões de pessoas. Na última terça-feira, 11, o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviços (FGTS) aprovou a distribuição de R$ 7,5 bilhões entre os trabalhadores cotistas, referentes à parte do lucro do fundo em 2019.

Quem pode receber o lucro do FGTS?

O benefício do lucro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é obrigatório para todo os trabalhadores brasileiros com contrato de trabalho formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), além de trabalhadores domésticos, rurais, temporários, intermitentes, avulsos, safreiros (operários rurais que trabalham apenas no período de colheita) e atletas profissionais. É possível consultar o saldo disponível pelo site da Caixa Econômica Federal, através do aplicativo disponível para iOS e sistemas Android. Para a consulta é preciso ter em mãos os números do NIS/PIS, além de dados pessoais, como CPF e data de nascimento. ​O saque de valor igual ou inferior a R$ 1.500 pode ser feito nas unidades lotéricas, nos Correspondentes Caixa Aqui, nos postos de atendimento eletrônico e nas salas de autoatendimento para trabalhadores que possuem cartão do cidadão e senha. Saiba quando esse pagamento será liberado.

*Com Agência Brasil