Rio começa vacinação em massa para pessoas a partir de 18 anos na ilha de Paquetá

Expectativa é de que todos os moradores da ilha sejam imunizados em parceria com Fiocruz para que instituição analise o funcionamento da vacina em larga escala

  • Por Jovem Pan
  • 20/06/2021 07h50 - Atualizado em 20/06/2021 10h27
Fabio Motta/Prefeitura do Rio Vacinação em massa em Paquetá começa neste domingo

A cidade do Rio de Janeiro inicia neste domingo, 20, a vacinação em massa contra a Covid-19 para todos os moradores acima dos 18 anos na ilha de Paquetá. O projeto é feito em uma parceria da prefeitura da capital fluminense com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e vai avaliar os efeitos da imunização em larga escala. Ao todo, 4.180 pessoas moram na ilha. Dessas, 3.530 são maiores de 18 anos. Como a imunização na região foi feita de acordo com o plano do município, grupos prioritários já foram vacinados, o que corresponde a 1.946 primeiras doses e 1.132 segundas doses aplicadas. Todas as outras pessoas maiores de idade devem ser contempladas a partir deste domingo.

Além de ver o efeito da vacina de Oxford/AstraZeneca na população, o estudo da Fiocruz deve analisar como a Covid-19 pode atingir populações não imunizadas (que no caso da ilha de Paquetá corresponderá aos adolescentes e crianças). Quatro pontos diferentes da ilha devem receber postos de vacinação e o trabalho de monitoramento deve ser feito ao longo de um ano inteiro. A prefeitura estima que no mês de setembro, duas semanas após todos tomarem a segunda dose do imunizante, um evento-teste seja realizado no Parque Darke de Mattos com número restrito de pessoas e acompanhamento do público minuciosamente após o encontro. Uma cerimônia de abertura da vacinação em massa será realizada às 9h e deve contar com a presença do prefeito Eduardo Paes.