Rio de Janeiro confirma o primeiro caso da variante Ômicron

Paciente, de 27 anos, mora em Chicago e buscou atendimento na rede municipal de saúde ao desembarcar no Brasil na segunda-feira, 13

  • Por Jovem Pan
  • 20/12/2021 12h52 - Atualizado em 20/12/2021 12h56
EFE/Antonio Lacerda Grande número de pessoas usando máscaras e descendo de um ônibus amarelo cheio Informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde nesta segunda-feira, 20

A cidade do Rio de Janeiro confirmou, nesta segunda-feira, 20, o primeiro caso da variante Ômicron do coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com a pasta, trata-se de um caso importado envolvendo uma mulher de 27 anos, residente em Chicago, nos Estados Unidos, que buscou atendimento em uma unidade de atendimento municipal assim que chegou no Brasil, na segunda-feira, 13. Ela apresenta sintomas leves e está em isolamento há sete dias. Ainda de acordo com a secretaria de Saúde do Rio, todas as pessoas que tiveram contato com a paciente testaram negativo para a doença. A mulher completou o esquema vacinal, mas não tomou a dose de reforço contra a Covid-19.

No sábado, 18, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que o intervalo para aplicação da dose adicional da vacina contra a Covid-19 foi reduzido de cinco para quatro meses em todo o Brasil. De acordo com o titular da pasta, o objetivo da medida é ampliar a proteção da população contra a variante Ômicron, que já foi identificada em diversos Estados nos últimos dias. “Para ampliar a proteção contra a variante Ômicron vamos reduzir o intervalo de aplicação da 3ª dose de cinco para quatro meses. A dose de reforço é fundamental para frear o avanço de novas variantes e reduzir hospitalizações e óbitos, em especial em grupos de risco. A portaria com a modificação será publicada na segunda-feira. Informem-se sobre o calendário vacinal de seu município e veja se já chegou a sua vez”, escreveu em seu perfil no Twitter.