Saúde recomenda realização de exames em crianças que receberam vacinas destinadas a adultos

Ministro Marcelo Queiroga visitou cidade de Lucena, na Paraíba, para acompanhar o caso de crianças vacinadas equivocadamente

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2022 14h01
ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, usa máscara branca Queiroga recomendou exames a crianças que receberam dosagem equivocada

O Ministério da Saúde recomendou a realização de exames em crianças que foram vacinadas equivocadamente com doses de adulto contra a Covid-19. Uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de Lucena, na Paraíba, aplicou a dosagem inadequada em pelo menos 40 crianças. O ministro Marcelo Queiroga visitou a cidade nesta segunda-feira, 17, para acompanhar o caso. Ele reforçou a importância da observação de protocolos para aplicação de imunizantes no público infantil e conversou com familiares das crianças. “Já conversei com o prefeito para dar apoio a vocês que tenham algum problema relacionado [às vacinas]. Felizmente, até agora, parece que não está ocorrendo nada”, disse. O esquema vacinal para este grupo tem intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose de adolescentes e adultos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 ml (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco tem a cor laranja para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.