Taxa de embarque em aeroportos da Infraero ficará 5,39% mais cara

  • Por Jovem Pan
  • 16/01/2019 16h57 - Atualizado em 16/01/2019 17h06
Marcos Santos/USP ImagensPassageiros passarão a pagar, no máximo, R$ 32,95 em voos domésticos e R$ 115,82 em voos internacionais

O embarque em aeroportos ficará mais caro. O aumento será de 5,39% e passa a valer 30 dias após a publicação oficial da Infraero. A mudança foi autorizada pela ANAC, Agência Nacional de Aviação Civil. Na prática, os passageiros passarão a pagar, no máximo, R$ 32,95 de taxa de embarque em voos domésticos (dentro do Brasil) e R$ 115,82 em voos internacionais, com a tarifa da FNAC, Fundo Nacional de Aviação Civil, já incluída.

A taxa de embarque é uma cobrança cuja finalidade é financiar a prestação de serviços dentro dos aeroportos, como limpeza, manutenção de estruturas de banheiros e salas de espera e embarque, entre outros serviços.

O ajuste toma como base a inflação acumulada entre dezembro de 2017 e 2018, levando em conta a medição do IPCA, Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que é calculado pelo IBGE.

A Infraero é responsável por cerca de 60% do movimento aéreo no Brasil. São 50 terminais de voos regulares e não regulares administrados pela empresa, entre os quais estão Congonhas, em São Paulo, e o Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

*com informações da Agência Brasil