Bitcoin bate recorde histórico ao superar marca de US$ 66 mil

Valor passa máxima de US$ 64 mil em abril com abertura de fundo de investimentos nos EUA; desde o início do ano, criptomoeda registra valorização de 127%

  • Por Jovem Pan
  • 20/10/2021 12h36 - Atualizado em 20/10/2021 12h37
Umit Turhan Coskun/NurPhoto/ReutersCriptomoeda bate novo recorde com abertura de fundo de investimentos nos EUA

O bitcoin atingiu a nova máxima histórica nesta quarta-feira, 20, ao superar a marca de US$ 66 mil— cerca de R$ 366,6 mil —, na esteira de valorização dos últimos dias. Por volta das 12h20, a criptomoeda era negociada a US$ 66.431, com alta de 5,85% nas últimas 24 horas. O novo valor supera a cotação de US$ 64.889 registrada em abril deste ano, segundo a CoinDesk. Desde o início de 2021, o ativo regista valorização de 137%. A alta é reflexo do lançamento nesta manhã do ETF ProShares Bitcoin Strategy, um fundo no mercado financeiro dos Estados Unidos para investimentos em contratos futuros do bitcoin. A medida, aprovada pela agência reguladora do mercado financeiro norte-americano (SEC, na sigla em inglês), atrai investidores pequenos e institucionais pela maior liquidez, controle dos órgãos reguladores e oportunidade de investir sem aportar dinheiro diretamente na criptomoeda. O otimismo com o bitcoin se expande para outros ativos. A ethereum registrava alta de 6,6%, enquanto a XRP subia 5%, e a cardano, 3,9%.

A máxima histórica marca um novo capítulo na forte volatilidade sofrida pela criptomoeda ao longo de 2021. Após bater máxima histórica em abril, o ativo digital recuou e chegou a ser cotado abaixo de US$ 30.000 em julho. A volatilidade já tinha se mostrado no início do ano, quando a moeda alcançou o patamar de US$ 60 mil pela primeira vez com a adesão de grandes investidores institucionais. O fundador da Tesla, Elon Musk, foi a principal face desse novo momento. Semanas depois, no entanto, o próprio bilionário foi responsável por uma forte queda após indicar restrições ao uso da moeda para negócios da sua montadora. Recentemente o bitcoin também entrou na pauta política com a sua adoção por El Salvador como uma moeda nacional. Semanas depois, a China também politizou o ativo ou proibir o uso de todas as criptomoedas no país.

  • Tags: