Ibovespa sobe 1,98%, puxado por bancos; dólar tem alta e fecha em R$ 5,67

Principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo interrompe sequência de quatro quedas consecutivas

  • Por Jovem Pan
  • 01/11/2021 18h18 - Atualizado em 01/11/2021 18h20
Rogério de Santis/Futura Press/Estadão Conteúdo Falta de mobilização da greve dos caminhoneiros e falas de Bolsonaros sobre a Petrobras são razões para subida

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira, teve forte alta nesta segunda, 1º: subiu 1,98% e marcou 105.550,86 pontos, interrompendo uma sequência de quatro quedas consecutivas. Entre as razões para a subida, estão o alívio com o baixa mobilização da greve dos caminhoneiros, as falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que a Petrobras deve voltar a subir os preços da gasolina e do diesel em 20 dias e o otimismo com os papéis de bancos por conta da alta dos juros. As ações do Banco digital Inter subiram 19,8%, enquanto as do Itaú tiveram valorização de 3,97%, as do Bradesco 3,47% e as do Banco do Brasil, 2,28%. Já o dólar teve a terceira alta consecutiva, agora de 0,40%, e fechou cotado a R$ 5,67. Os principais fatores para o resultado foram a cautela com o cenário interno do Brasil e a espera pela decisão de política monetária que o Fed, o banco central dos Estados Unidos, realizará na próxima quarta, 3. Por conta da proximidade com o feriado brasileiro de Finados, que ocorre nesta terça, 2, foi um dia de poucas negociações e liquidez na moeda americana.