PIB tem queda na previsão de crescimento para o ano, segundo Banco Central

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2019 09h23 - Atualizado em 28/03/2019 09h25
REUTERS/Ueslei MarcelinoTragédia de Brumadinho, diminuição da produção agrícola e a recuperação tímida ajudaram a derrubar o índice

A projeção para o crescimento da economia este ano caiu de 2,4% para 2%, segundo o Banco Central do Brasil. A estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) foi anunciada no Relatório de Inflação, divulgado a cada três meses pelo órgão.

Uma das justificativas para a redução no crescimento esperado foi a queda na produção do quarto semestre de 2018. Neste ano, a tragédia de Brumadinho, que impactou significativamente o setor mineral, a diminuição da produção agrícola e a recuperação tímida da economia também ajudaram a derrubar o índice.

A análise do Banco Central, que também estima o desenvolvimento por setores, aponta que a agropecuária deverá crescer somente 1%, metade do esperado. A indústria também registrou queda nas expectativas, com desempenho caindo de 2,9% para 1,8%.

O BC ainda estima queda no crescimento de 2% para o setor terciário (comércio e serviços) em 2019. Em dezembro, a previsão era 2,1%. Também houve recuo na projeção para o consumo das famílias, de 2,5% para 2,2%, “em linha com o relativo arrefecimento no ritmo de recuperação do mercado de trabalho no final de 2018 e início deste ano”.

As exportações e as importações de bens e serviços devem variar, respectivamente, 3,9% e 5,6% em 2019, ante projeções respectivas de 5,7% e 6,1% do Relatório de Inflação de dezembro.