Fernando Pimentel alerta para possibilidade de racionamento de água em Minas

  • Por Agencia EFE
  • 28/01/2015 13h49

Brasília, 28 jan (EFE).- Minas Gerais sofre a ameaça de um racionamento “severo” de água em função da seca que esvaziou os reservatórios que abastecem o estado, afirmou nesta quarta-feira o governador Fernando Pimentel após encontro com a presidente Dilma Rousseff.

“Se não chover, se o consumo não cair e a vazão não aumentar, se não conseguirmos mais captação, em três meses vamos ter que racionar severamente”, disse Pimentel.

O governador afirmou ainda que a situação de arrasta desde o ano passado. Com 20 milhões de habitantes, o governo de Minas Gerais lançou na semana passada uma campanha para reduzir em 30% o consumo de água da população da região metropolitana de Belo Horizonte.

Pimentel, ex-ministro de Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior do governo Dilma, afirmou para a presidente que a situação é “grave” e “crítica”.

O governador aprovou uma obra de transposição do Rio Paraopeba para o Rio Manso, o que poderia ser incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). EFE