Adolescente sírio é condenado a 5 anos de prisão por apoiar Estado Islâmico e planejar ataque na Noruega

Jovem de 16 anos foi julgado em Oslo e afirmou que não tinha intenção de machucar ninguém, mas confessou ter comprado materiais e pesquisado como fazer bombas

  • Por Jovem Pan
  • 30/06/2021 16h20
Oslo District Court/Domínio PúblicoAdolescente foi julgado em Oslo

A Justiça da Noruega sentenciou nesta terça-feira, 29, um adolescente sírio de 16 anos a cinco anos de prisão por planejar um ataque terrorista com veneno ou artefatos explosivos em Oslo. O menor, que não teve nome revelado, tinha sido preso em fevereiro após um trabalho da inteligência da polícia local identificar que ele tinha feito uma doação para o Estado Islâmico e pesquisado na internet como fabricar bombas e venenos que pudessem ser usados em um ataque. Em testemunho à Corte, o adolescente confirmou que fez doação de €123 (equivalente a R$ 700) a um site que apoia o EI e disse que pesquisou e comprou o material para fabricação de bombas apenas por curiosidade. Ele também disse que não tinha a intenção de machucar ninguém e que exagerou sobre os planos dele em publicações nas redes sociais.

A lei do país prevê diferentes punições fora da prisão para menores de idade, mas, por causa do “risco de recorrência” do crime, o aprisionamento dele foi considerado como necessário. Apesar disso, a corte decidiu abater três dos cinco anos de detenção do adolescente com a justificativa de que ele ainda não tinha atingido a maioridade penal. “A corte não tem dúvidas de que o acusado, mesmo sendo tão jovem, fez a escolha consciente de planejar um ato terrorista, mesmo que este não tenha sido concretizado”, afirmou em um declaração dada à imprensa local o juiz Ingvild Boe Hornburg. Segundo o juiz, se o adolescente tivesse mais de 18 anos ele poderia ser condenado a pelo menos uma década de encarceramento.