Biden amplia vantagem contra Trump após primeiro debate entre candidatos

Pesquisa eleitoral realizada pela emissora norte-americana CNN indica que Biden está com 16 pontos de vantagem, além de ter se saído melhor no debate para 57% dos entrevistados

  • Por Bárbara Ligero
  • 06/10/2020 14h56 - Atualizado em 06/10/2020 15h09
EFE/EPA/OLIVIER DOULIERYCandidato Joe Biden fala durante o primeiro debate presidencial de 2020 em Cleveland, Ohio

Uma pesquisa de intenção de votos realizada pela emissora de televisão norte-americana CNN indicou que o candidato do Partido Democrata, Joe Biden, tem 16 pontos de vantagem sobre o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Segundo as informações, divulgadas nesta terça-feira (6), atualmente Biden possui 57% de aprovação, contra 43% do candidato republicano. Os números indicam um avanço de Biden em relação à última pesquisa realizada pela emissora em agosto, quando o democrata possuía 51% das intenções de voto, contra 43% de Trump.

O levantamento foi feito entre os dias 27 de setembro e 2 de outubro, o que significa que parte dos dados foram levantados após o primeiro debate entre os candidatos, em 29 de setembro. Ao que tudo indica, a discussão favoreceu Biden. Na mesma pesquisa, 57% dos entrevistados afirmaram que o democrata teve um desempenho melhor, enquanto apenas 26% das pessoas acreditavam que a atuação de Trump havia sido superior. Nos dois últimos dias da pesquisa, também já repercutia a notícia de que Trump havia sido diagnosticado com o novo coronavírus.

Além das intenções de voto e do desempenho no debate, a pesquisa  da CNN também buscou entender em quais assuntos cada um dos candidatos se destacava. Nesse sentido, Biden também possui a preferência em uma série de temas consideradas importantes para a disputa à presidência, como a pandemia do novo coronavírus (59% preferem Biden à Trump), o sistema de saúde (59% a 39%) e a desigualdade racial (55% a 43%). No entanto, o democrata e o republicano estão quase empatados quanto se trata de economia: 50% acreditam que Biden está mais preparado para lidar com o setor, contra 48% que veem Trump como o mais apto para a tarefa.

No domingo (4), a emissora de televisão NBC News e o jornal The Wall Street Journal, ambos norte-americanos, divulgaram um levantamento conjunto em que Biden também aparece com vantagem em relação à Trump. Nele, o Partido Democrata possui 53% das intenções de voto, enquanto o Partido Republicano tem 39%. É importante ressaltar, porém, que nenhuma das pesquisas eleitorais são um indicador exato das chances de vitória de cada candidato. No modelo eleitoral dos Estados Unidos, cada estado contabiliza um número de votos proporcional à sua população.

Nesse sentido, é preciso observar as pesquisas do instituto RealClearPolitics, que mostram o desempenho dos candidatos em cada parte do país. Ali, fica claro que Biden está na liderança em todos os estados-chave desta eleição, mas com margens de diferença bem menores do que os da análise nacional. Esse método de contagem de votos pode mudar o curso dos acontecimentos, como aconteceu na eleição de 2016. Na ocasião, Donald Trump venceu apesar de ter perdido no voto popular geral.