Biden pede para Trump reconhecer derrota após votação do Colégio Eleitoral

O democrata justificou que as acusações de fraude eleitoral levantadas pela campanha republicana já foram devidamente ouvidas e refutadas e que está no cerne democracia aceitar a vontade da maioria

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2020 11h43
EFE/EPA/JIM LO SCALZOBiden conquistou a mesma quantidade de votos no Colégio Eleitoral que Trump em 2016, quando o republicano considerou sua vitória "contundente"

Depois que o Colégio Eleitoral oficializou a sua vitória nas eleições presidenciais dos Estados Unidos na noite de segunda-feira, 14, o democrata Joe Biden fez um discurso pedindo que Donald Trump reconheça o resultado do pleito – visto que várias acusações de fraude eleitoral levantadas pelos republicanos foram refutadas ao longo do último mês. O presidente eleito abriu a sua fala ressaltando o recorde de participação na votação mesmo em meio à pandemia de coronavírus. Em seguida, Biden apontou que ele e sua vice-presidente, Kamala Harris, conquistaram 306 pontos, o mesmo número que o adversário recebeu quatro anos atrás. “Naquela época, Trump considerou sua vantagem no Colégio Eleitoral uma vitória contundente. Segundo seus próprios padrões, estes números (306 a 232) representaram uma clara vitória naquele momento, e eu sugiro, respeitosamente, que também o faça agora”, afirmou o democrata. Ao prosseguir falando dos valores democráticos dos Estados Unidos, Biden defendeu que quando são levantadas questões sobre as legitimidades das eleições, elas devem sim ser resolvidas por meio de processos legais, como aconteceu ao longo do último mês. No entanto, as acusações levantadas pela campanha de Trump foram consideradas sem fundamentos.

“Eles foram ouvidos por mais de 80 juízes ao redor do país. E em cada processo, nenhuma causa ou evidência foi encontrada para reverter ou questionar esses resultados”, explicou. “Você sabe, respeitar a vontade do povo está no cerne da nossa democracia, mesmo quando achamos esses resultados difíceis de aceitar. Mas essa é a obrigação de quem assumiu o dever jurado de respeitar a Constituição. Quatro anos atrás, quando eu era vice-presidente dos Estados Unidos, era minha responsabilidade anunciar a contagem dos votos do Colégio Eleitoral em uma sessão conjunta do Congresso que votou para eleger Donald Trump. Eu fiz o meu trabalho”, provocou. Biden também aproveitou a ocasião para agradecer aos republicanos que reconheceram os resultados do Colégio Eleitoral e afirmar ter certeza que será possível cooperarcom eles para “o bem da nação”. “Nós precisamos trabalhar juntos para dar uma chance uns aos outros, para baixar a temperatura”, defendeu em tom conciliatório.