Comitê canadense não recomenda uso de vacina da Astrazeneca em pessoas acima de 65 anos

Segundo o órgão consultivo sobre imunização do país, não há evidências suficientes sobre a eficácia para este grupo

  • Por Jovem Pan
  • 02/03/2021 00h22 - Atualizado em 02/03/2021 00h25
CADU ROLIM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOVacina é produzida pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford

O principal comitê consultivo sobre imunização do Canadá recomendou nesta segunda-feira, 1º, que a vacina contra a Covid-19 produzida pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, não seja administrada a pessoas com 65 anos de idade ou mais no país, devido a evidências insuficientes sobre a eficácia para o grupo. A avaliação do Comitê Consultivo Nacional sobre Imunização está alinhada com países europeus como a Itália e a Alemanha que, por falta de informações, também não recomendam o uso do imunizante em pessoas acima de 65 anos. A recomendação do órgão canadense foi entregue, no entanto, três dias após a agência reguladora de medicamentos do país ter autorizado o uso da vacina da AstraZeneca. Segundo o órgão, o imunizante atende aos requisitos de segurança, eficácia e qualidade e pode ser administrado em pessoas de todas as idades.

* Com informações do Estadão Conteúdo e agências internacionais