China afirma que seu robô Zhurong pousou com sucesso em Marte

O país se tornou o segundo depois dos Estados Unidos a ter um rover na superfície do planeta vermelho; a máquina estudará o clima e buscará gelo subterrâneo

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2021 14h33
EFE/EPA/NASA/JPL-CaltechO robô Zhurong, que pesa 240 quilos, desceu até a superfície de Marte após os chineses passarem semanas buscando o local mais seguro

A China anunciou neste sábado, 15, que o seu robô Zhurong pousou com sucesso no hemisfério norte de Marte. Para fazer a descida, considerada uma tarefa difícil, a máquina usou uma combinação de cápsula protetora, paraquedas e foguetes. Até então, apenas os Estados Unidos tinham conseguido pousar em Marte, já que as tentativas de todos outros países terminaram com quedas ou perda de contato dos dispositivos. O presidente Xi Jinping parabenizou a equipe responsável por sua “notável conquista” que, segundo ele, colocou a China “nas posições mais avançadas da exploração planetária”. O chefe de ciência da NASA, Thomas Zurbuchen, também comemorou o feito. “Junto com a comunidade científica global, espero as contribuições importantes que esta missão fará para a compreensão do Planeta Vermelho”, afirmou. Já a Rússia disse que o sucesso do Zhurong é um bom presságio para a futura colaboração da sua agência espacial, a Roscosmos, com a China.

O Zhurong, que significa “deus do fogo”, chegou na órbita de Marte em fevereiro. Desde então, ele tirou diversas fotos de alta resolução para que os cientistas pudessem localizar o lugar mais seguro para o pouso, que tivesse o mínimo possível de crateras ou rochas grandes. Só então os engenheiros chineses começaram a trabalhar na descida do robô de 240 quilos tendo que contornar um lapso temporal: como a distância entre o planeta vermelho e a Terra é de 320 milhões de quilômetros, cada mensagem de rádio demorava quase 18 minutos para chegar. Agora, o Zhurong deve passar cerca de 90 dias estudando a geologia de Marte. Alimentado por painéis solares, ele carrega câmeras fotográficas e outros instrumentos que servirão para estudar os minérios das rochas e o clima, além de buscar gelo subterrâneo.