Conhaque de 1777 é vendido por R$ 306 mil e se torna um dos mais caros do mundo

A bebida pertencia à coleção pessoal do inglês Jacques Hardy, que morreu em 2015 depois de passar boa parte da sua vida no comando de uma das mais consagradas marcas do destilado

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2021 14h40
Reprodução Divulgação Whiskey.AuctionO conhaque foi produzido na França, na época do rei Luís XVI

Um conhaque do ano 1777 foi vendido no dia 9 de fevereiro por £ 40.500, aproximadamente R$ 306 mil, através de um portal de leilões de bebidas alcoólicas online. De acordo com o próprio site, intitulado “Whiskey.Auction”, isso faz do destilado um dos mais caros do mundo. O conhaque foi produzido na França, na época do rei Luís XVI, dentro de uma propriedade próxima à cidade de Cognac, que dá nome a esse tipo de bebida. O destilado foi então armazenado em barricas de carvalho por mais de 100 anos e depois transferido para a garrafa. Ele pertencia à coleção pessoal do inglês Jacques Hardy, que foi dono de uma das mais consagradas marcas de conhaque do mundo, a Hardy Cognacs. Ele morreu em 2015, aos 83 anos de idade. Outras cinco garrafas de conhaque que faziam parte da coleção privativa de Jacques Hardy também foram vendidas individualmente. Elas datam de 1802, 1812, 1856, 1906 e 1914 e foram leiloadas por um total de £ 49.600, cerca de R$ 374 mil.