Covid-19: Província do Canadá estuda criar imposto para não vacinados

Avaliação é que a cobrança deve ser feita devido às consequências que a postura antivacina traz ao sistema de saúde; não imunizados representam 50% das internações em Quebec

  • Por Jovem Pan
  • 12/01/2022 05h46 - Atualizado em 12/01/2022 05h53
EFE/EPA/FEHIM DEMIR Profissional da saúde aplica vacina Discussão sobre o novo imposto acontece em meio ao rápido aumento de casos da Covid-19 no país

A província de Quebec, no Canadá, estuda a criação de um imposto especial para as pessoas que não se vacinarem contra a Covid-19. A ideia é que a cobrança deve ser feita devido os impactos que os indivíduos podem causar no sistema de saúde ao se negarem a receber as doses do imunizante. Durante apresentação da proposta nesta terça-feira, 11, o primeiro-ministro provincial, François Legault afirmou que a atitude antivacina tem “consequências” para o sistema de saúde e não é justo que toda a população pague por essa recusa.

A discussão sobre o novo imposto acontece em meio ao rápido aumento de casos da Covid-19 no país, causado pela chegada da variante Ômicron. A situação levou a sobrecarga dos sistemas de saúde canadense, exigindo a contratação de profissionais estrangeiros para atuação nos hospitais. Em Quebec, 2.742 pessoas foram hospitalizadas nesta terça-feira pela Covid-19, 188 mais do que no dia anterior. Segundo as autoridades locais, embora apenas 10% da população de Quebec não esteja vacinada, essas pessoas representam 50% dos pacientes atualmente internados.

*Com EFE