Donald Trump aponta fraude eleitoral na Califórnia antes do fechamento das urnas

Nesta terça-feira, eleitores do estado participam de um ‘recall’ para decidir se governador Gavin Newsom continuará no poder

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2021 23h50
EFE/EPA/Chris Kleponis / POOLDonald Trump ainda não aceitou sua derrota para Joe Biden

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, denunciou nesta terça-feira, 14, uma fraude eleitoral para revogar ou não o mandato do governador da Califórnia, o democrata Gavin Newsom, antes mesmo do fechamento das urnas. As pesquisas mais recentes davam ao “Não” uma vantagem de 15 a 20 pontos percentuais, o que já indicava que Newson seria mantido no cargo. Entretanto, sem provas, Trump garantiu que os resultados das eleições já foram arranjados a favor do democrata. No ano passado, o republicano denunciou, também sem embasamento, que a sua derrota para Joe Biden nas eleições presidenciais foi resultado de uma fraude.

“Em todo caso, nada importa porque as eleições na Califórnia estão totalmente manipuladas”, declarou o ex-presidente, que ainda não reconhece sua própria derrota. Segundo ele, há muitos eleitores está sendo negado o direito de voto. Os opositores do governador conseguiram recolher assinaturas suficientes para pressionar a realização do referendo de ‘recall’ por causa das restrições impostas durante a pandemia. Newsom, no entanto, conseguiu igualar os republicanos que disputaram a sua substituição por Trump, em um estado onde Biden ganhou por quase 30 pontos percentuais.

*Com informações da EFE