Equador tem 14 mortos e cerca de 800 infectados por novo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2020 15h05
EFE/ Jose JacomeQuase 800 pessoas estão infectadas pelo coronavírus no Equador

O Serviço Nacional de Gestão de Riscos e Emergência (SNGRE) informou neste domingo (22) que cerca de 800 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus no Equador e que 14 delas morreram, além de haver mais 700 casos suspeitos de contaminação.

Os dados mostram o dobro de mortes em relação ao relatório deste sábado (21), além de 200 novos contagiados. Segundo números oficiais, 1.347 pessoas estão sob cerco epidemiológico, 872 casos foram descartados e três pessoas foram curadas.

Dos quase 800 positivos, 701 estão estáveis em isolamento doméstico, enquanto 71 pessoas precisaram ser hospitalizadas. A maioria dos infectados está na província de Guayas, com 607 casos; seguida por Pichincha, cuja capital é Quito, com 60; Los Ríos, com 25; e Azuay, com 19.

“Os próximos sete ou dez dias serão possivelmente os mais difíceis para o país, que é onde temos que mostrar nossa força, capacidade, honestidade, boa vontade e desejo de trabalhar”, declarou o vice-presidente do Equador, Otto Sonnenholzner.

Neste sábado, entrou em vigor um novo horário de recolher obrigatório nas províncias de Santa Elena e Galápagos, que, juntamente com Guayas, a província mais afetada, o aplicam das 16h às 5h da manhã. Para o restante das províncias, vale um novo horário desde ontem, com um avanço de duas horas, das 19h às 5h.

Também ontem, a Ministra do Governo, María Paula Romo, disse que o Comitê de Operações de Emergência (COE) formalizou a prorrogação da suspensão do dia útil, com as exceções que o estado de emergência prevê, até o próximo dia 31.

*Com EFE