Estados Unidos revisam grau de risco para viagens ao Brasil de ‘muito alto’ para ‘alto’

Guia de recomendações do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda que viajantes estejam ‘100% vacinados’

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2021 23h21 - Atualizado em 14/09/2021 09h41
ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOCom a melhora da pandemia no país, Brasil está no segundo grau de risco nos EUA

Os Estados Unidos revisaram seu grau de risco para viagens ao Brasil nesta segunda-feira, 13, de “muito alto” para “alto”. Na guia de recomendações do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), o país saiu do nível mais alto, e que enquadra uma série de Estados europeus, como Portugal e França, para um nível que abrange uma lista diversa de nações, incluindo Chile e Uruguai. No chamado nível 3, o CDC orienta que os viajantes certifiquem-se de estar totalmente vacinados. “Os viajantes não vacinados devem evitar viagens não essenciais para esses destinos”, aponta o órgão. No nível mais elevado de risco, as viagens, no geral, não são recomendadas. Por sua vez, o Brasil segue constando na lista de países cujos passageiros são impedidos de entrar nos EUA em viagens diretas partindo de seu espaço aéreo, exceto por alguns casos.

*Com informações do Estadão Conteúdo