Estudantes tibetanos se algemam em sede do COI para protestar contra Jogos de Inverno em Pequim

Grupo chamou evento de ‘Jogos do Genocídio’ e criticam durante o Comitê por se aliar à China

  • Por Jovem Pan
  • 11/12/2021 17h44
VALENTIN FLAURAUD / AFP protesto de tibetanos no COI Estudantes foram retirados pela polícia após três horas acorrentados

Um pequeno grupo de estudantes do Tibete se algemaram aos anéis olímpicos na sede do Comitê Olímpico Internacional (COI), na Suíça, para protestar contra a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim. O caso aconteceu neste sábado, 11. Os jovens chamaram o evento de “Jogos do Genocídio” e tiveram a companhia de outros ativistas que se protestaram na entrada do prédio do COI. A China tem o controle do Tibete desde 1950 e tornou a região uma das áreas mais restritas do país. “Ao colaborar com a China, o COI está se tornando cúmplice dos crimes do Partido Comunista Chinês, que serão levados pelos esportes pelas Olímpiadas de Pequim”, disse ativista da campanha TYAE. Na última semana, países como Estados Unidos, Canadá e Austrália anunciaram boicote diplomático aos Jogos. Os atletas poderão participar. Em resposta o governo da China ameaçou “contra-medidas firmes” contra os EUA se o boicote for adiante. O protesto na sede do COI terminou depois de três horas com a chegada da polícia.