França fecha 28 escolas e 262 salas de aula após novos casos da Covid-19

O ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer explicou que o fechamento, que representa uma pequena parte das cerca de 60 mil escolas do país, já era algo esperado e que irá ‘necessariamente aumentar’

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2020 21h58
EFE/EPA/FELIPE TRUEBANeste domingo, a França registrou 7.071 novos casos da Covid-19 no país, números semelhantes ao início da pandemia

Uma semana após a reabertura, a França ordenou o fechamento de 28 escolas e 262 salas de aula após registrar novos casos positivos da Covid-19, segundo informou nesta segunda-feira, 7, o ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer. “Teremos que aguardar. Este é um resultado indispensável da vigilância que estamos fazendo. Fechamos para sermos prudentes”, disse à BFM TV, depois de assinalar no final da semana anterior que 22 escolas e cerca de 100 salas de aula tinham sido fechadas.

Blanquer explicou que o fechamento, que representa uma pequena parte das cerca de 60 mil escolas do país, já era algo esperado e que irá “necessariamente aumentar”, provavelmente nas próximas semanas, uma vez que três adultos que estão doentes significam o fechamento de uma sala ou de uma escola inteira. “É normal que, em uma sociedade afetada pela epidemia, as escolas levem isto em conta”, argumentou, observando que, por enquanto, não serão implementados testes de diagnóstico a partir de amostras de saliva nas escolas porque ainda não são confiáveis.

Neste domingo, a França registrou 7.071 novos casos da Covid-19 no país, números semelhantes ao início da pandemia. As mortes, no entanto, foram menores: somente três entre os dias 5 e 6. O total de infecções confirmadas no país é de 328.980, além de 30.726 óbitos. Mais de 87 mil pessoas já se recuperaram da doença. Nos últimos sete dias ocorreram 1.704 novas internações, 288 delas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

* Com EFE