Holanda anuncia volta de restrições por três semanas para conter Covid-19

Bares, restaurantes e supermercados poderão funcionar apenas até às 20h, e lojas não essenciais, até às 18h

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2021 22h17
EFE/EPA/ROBIN VAN LONKHUIJSENPessoas usando máscara andam por Amsterdã, capital e maior cidade da Holanda

A Holanda anunciou a volta de restrições à circulação dos cidadãos para tentar combater a Covid-19 nesta sexta, 12. O primeiro-ministro do país europeu, Mark Rutte, fez o anúncio das medidas, que serão válidas por três semanas, durante um pronunciamento na TV. “Trazemos uma mensagem difícil, com medidas que atingem a todos. O vírus está em todos os lugares e precisa ser combatido”, justificou Rutte. As medidas incluem o cancelamento de eventos e a redução nos horários de funcionamento de bares, restaurantes e supermercados, que funcionarão até às 20h, e lojas menos essenciais, até às 18h. Escolas, cinemas, teatros e salas de concerto continuarão abertos.

A Holanda vê um aumento no número de novos casos da doença: ultrapassou a marca de 16 mil pelo segundo dia consecutivo nesta sexta, batendo o recorde de 20 de dezembro, quando foram registradas 12.997 infecções. Já as mortes estão em número baixo, com 32 óbitos em 24 horas – o recorde foi em 6 de abril, quando 232 pesoas morreram por Covid-19. As médias móveis semanais estão em torno de 10 mil novos casos diários e 25 mortes a cada 24 horas. Segundo dados da plataforma Our World In Data, 72,1% do total da população do país já foi completamente vacinada.