Holanda decreta confinamento da população devido ao avanço da Ômicron

Primeiro-ministro interino, Mark Rutte explicou que poderão seguir abertos estabelecimentos como supermercados, farmácias e postos de gasolina, enquanto restaurantes, cinemas, teatros e academias deverão parar atividades

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2021 16h49 - Atualizado em 18/12/2021 19h10
REUTERS/Eva Plevier Holanda decreta lockdown para conter avanço da Ômicron Holanda decreta lockdown para conter avanço da Ômicron

A Holanda entrará em um novo lockdown, a partir deste domingo, 19, para tentar conter o avanço da variante Ômicron. Neste sábado, o governo holandês decretou o confinamento da população, além do fechamento de toda as atividades não essenciais no país, assim como de escolas e universidades. As medidas, definidas em reunião de emergência entre os integrantes da cúpula do Executivo, serão válidas, em um primeiro momento, até o dia 14 de janeiro de 2022, mas poderão ser prorrogadas.

Em entrevista coletiva, o primeiro-ministro interino, Mark Rutte, explicou que poderão seguir abertos estabelecimentos como supermercados, farmácias e postos de gasolina, enquanto restaurantes, cinemas, teatros e academias deverão parar atividades. “A Holanda está fechando novamente. Isso é inevitável por causa da quinta onda que está chegando com a variante Ômicron”, disse Rutte. Além disso, será permitido um número máximo de dois visitantes em cada residência por dia, com exceção do período de 24 a 26 de dezembro e da noite de réveillon.

*Com informações da Agência EFE