Incêndio devasta campo com 800 mil refugiados em Bangladesh

A ACNUR estima que pelo 20 mil pessoas da etnia muçulmana Rohingya foram afetadas; essa é a terceira vez nos últimos quatro dias que local pega fogo

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2021 17h21 - Atualizado em 22/03/2021 20h09
EFE/EPA/UNHCR BANGLADESH HANDOUTO campo de refugiados em Cox's Bazar abriga principalmente muçulmanos rohingyas que fugiram do Myanmar

Um incêndio devastou um campo de refugiados em Cox’s Bazar, cidade litorânea no sudeste de Bangladesh, nesta segunda-feira, 22. De acordo com a Agência da ONU para Refugiados (ANUR), o fogo destruiu abrigos e colocou em risco a vida de mais de 800 mil pessoas da etnia muçulmana Rohingya, que passaram a morar ali depois de fugir de perseguições em Myanmar, que lhes nega a cidadania. A causa do incêndio ainda não foi determinada, mas chama atenção o fato dessa ter sido a terceira vez nos últimos quatro dias que o campo de 3 mil hectares pega fogo. Em janeiro também houve outros dois incêndios que destruíram centenas de casas e quatro escolas da Unicef. Dessa vez, ao menos 20 mil rohingyas teriam sido obrigados a deixar as suas casas.