Joe Biden nomeia mulher trans para cargo no Departamento de Saúde dos EUA

Primeira trans a ocupar um assento no Senado, a pediatra Rachel Levine ajudará o país no combate à pandemia do novo coronavírus

  • Por Bárbara Ligero
  • 19/01/2021 12h18
Wikimedia CommonsAs nomeações de Biden têm chamado atenção pela diversidade; Rachel Levine será primeira mulher trans no Senado

O presidente eleito Joe Biden anunciou nesta terça-feira, 19, a nomeação de Rachel Levine como secretária assistente no Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. A pediatra, que atualmente trabalha na Secretaria da Saúde da Pensilvânia combatendo a pandemia do novo coronavírus, será a primeira mulher transgênero a ocupar um assento no Senado. Além do seu trabalho para o governo, a médica realiza palestras sobre a crise de opioides, maconha medicinal, remédios para adolescentes, transtornos alimentares e medicamentos voltados para o público LGBTQ+.

“A Dra. Rachel Levine trará a liderança estável e a experiência essencial que precisamos para ajudar as pessoas a superar esta pandemia – não importa seu código postal, raça, religião, orientação sexual, identidade de gênero ou deficiência – e atender às necessidades de saúde pública de nosso país nestes período crítico e além. Ela é uma escolha histórica e profundamente qualificada para ajudar a liderar os esforços de saúde de nossa administração”, afirmou Biden em nota publicada pelo site oficial de sua equipe de transição.