Líder de Belarus ameaça cortar fornecimento de gás para a Europa

Ameaça foi feita em meio a uma crise de imigrantes na fronteira com a Polônia; 20% do gás utilizado na União Europeia passa pelo país

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2021 21h37
EFE/EPA/MAXIM GUCHEK / POOL Presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, discursa diante do Parlamento em Minsk Líder reagiu às falas do bloco europeu sobre possíveis sanções a seu país

O presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, ameaçou cortar o fornecimento de gás para a Europa caso a União Europeia imponha sanções ao seu regime. Além do gás, o transporte de mercadorias pelo país também foi ameaçado pelo líder. As ameaças foram feitas em meio a uma crise de imigrantes na fronteira com a Polônia. A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que o bloco ampliaria as sanções ao país e acusou o governo de Lukashenko de encaminhar imigrantes para as fronteiras da UE tentando desestabilizar o bloco. “Estamos aquecendo a Europa e eles estão ameaçando fechar a fronteira […] E se cortarmos o gás para eles? Recomendo que os líderes da Polônia, Lituânia e outras pessoas sem cabeça pensem antes de falar. Não devemos parar de defender nossa soberania e independência”, afirmou Lukashenko. Cerca de 40% do gás consumido pela UE é importado dos russos, sendo que 20% desta quantia passa pelo território de Belarus.