Líder indígena é eleita presidente da nova Assembleia Constituinte do Chile

Elisa Loncón, de 58 anos, foi eleita com 96 dos 155 votos dos deputados; em seu discurso, afirmou que país será ‘pluricultural’

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2021 22h20
Reprodução/Twitter/@ElisaLonconLíder indígena foi eleita com 96 dos 155 votos neste domingo, 4

Com 96 dos 155 votos, a líder indígena apuche Elisa Loncón foi eleita, neste domingo, 4, presidente da nova Assembleia Constituinte do Chile. Ela é uma das 17 deputadas eleitas pela cota destinada aos povos originários. A nova Carta do país substituirá a atual, redigida por uma comissão durante a ditadura de Augusto Pinochet, que vigou entre 1973 e 1990, e será uma resposta institucional à crise que causou uma onda de protestos, em 2019, em busca de maior igualdade de direitos. Em seu discurso, Loncón, de 58 anos, afirmou que “esta Convenção vai transformar o Chile”, que deve se transformar em um país “pluricultural”. A líder indígena também defendeu a libertação dos jovens que foram presos nas manifestações que ocorreram há dois anos. “Este sonho pertence aos nossos antepassados, este sonho torna-se realidade, é possível reencontrar este Chile, estabelecer uma nova relação entre as nações originais e todas as nações que compõem este país”, escreveu em uma publicação em seu perfil no Twitter.