Mãe de três filhos é baleada e queimada viva pelo ex-marido na França

O homem foi preso meia hora depois de ter perseguido, atirado e jogado gasolina sobre a vítima; herdeiros do casal têm três, sete e onze anos

  • Por Jovem Pan
  • 05/05/2021 13h40 - Atualizado em 05/05/2021 17h00
Reprodução Twitter F_Desouche Na França, homem é preso por queimar ex-mulher viva Ex-marido também teria provocado um pequeno incêndio na casa onde a ex-mulher estava morando com os filhos

Uma mãe de três filhos foi queimada viva em plena luz do dia pelo seu próprio marido depois que ele a perseguiu na rua, atirou em suas pernas e jogou gasolina sobre o seu corpo. A polícia da França afirmou que o crime aconteceu em um bairro nobre de Mérignac, no subúrbio de Bordeaux, nesta quarta-feira, 5. O homem de 44 anos foi preso meia hora depois de ter cometido o terrível assassinato de sua ex-mulher, que tinha 31 anos. Ele estava armado com uma pistola, uma metralhadora e um cinturão de cartucho e também teria provocado um pequeno incêndio na casa onde vivia a vítima. Os filhos do casal – de três, sete e onze anos – estavam morando com a mãe, mas não estavam em casa no momento do ataque. Ainda assim, eles devem receber aconselhamento para traumas. A violência doméstica e o feminicídio têm sido fonte de muitos protestos na França desde 2019, ano em que 146 mulheres foram mortas pelos seus parceiros. Esses números tornaram o país um dos mais perigosos para as mulheres na Europa, atrás apenas da Irlanda do Norte e da Alemanha. Em 2020, o número de assassinatos caiu para 90, mas continua chamando atenção.