Matteo Salvini se desculpa por protestos contra Bolsonaro na Itália

Ex-ministro italiano pediu perdão ao povo brasileiro e classificou atitude dos manifestantes como ‘vergonhosa’

  • Por Jovem Pan
  • 02/11/2021 15h09 - Atualizado em 02/11/2021 15h10
Agência EFE matteo Matteo Salvini pediu desculpas ao presidente brasileiro

O ex-ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, se desculpou com a população brasileira nesta terça-feira, 2, pelos protestos contra a visita de Jair Bolsonaro ao país, que terminaram com confrontos entre manifestantes e a polícia local. “Peço desculpas ao povo brasileiro, representado pelo seu presidente da República, pelas polêmicas, inclusive na comemoração dos caídos que perderam a vida em nosso país para libertá-lo da ocupação nazista”, afirmou. Ele também classificou a atitude dos manifestantes como “vergonhosa”. Nesta segunda-feira, em Pádua, no norte do país europeu, a polícia utilizou jatos de água e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar um grupo que protestava contra o presidente brasileiro.

Nesta terça, Bolsonaro e Salvini, de uma cerimônia em memória dos 500 brasileiros que morreram durante a Segunda Guerra Mundial na cidade de Pistoia, na região central da Itália. O ex-ministro falou sobre o caso de Cesare Battisti, condenado a prisão perpétua na Itália, que foi preso no Brasil em 2019 e extraditado posteriormente ao país natal. “Hoje agradeço, pois se tivéssemos que esperar por um presidente de esquerda, alguns terroristas italianos ainda estariam livres no Brasil”, afirmou. Questionado sobre a atuação de Bolsonaro na pandemia da Covid-19 e sobre as acusações feitas ao presidente na CPI, Salvini afirmou que “a história” deve decidir sobre o assunto.

*Com informações da EFE