Naufrágio de balsa deixa pelo menos sete mortos na Indonésia

Navegação tinha 57 passageiros e afundou pouco após sair de um porto na ilha de Bali; 11 pessoas ainda são procuradas por equipes de resgate

  • 30/06/2021 12h52
EFE/EPA/MADE NAGIFamiliares de sobreviventes fizeram cerimônia pela vida dos entes queridos em porto local

O naufrágio de uma balsa nas imediações de um resort da ilha de Bali, na Indonésia, deixou pelo menos sete pessoas mortas nesta quarta-feira, 30. Segundo a Agência Nacional de Resgate, a navegação tinha saído do porto de Ketapang e faria uma viagem de 50 quilômetros até o porto de Gilimanuk, mas afundou pouco mais de 30 minutos após iniciar a viagem. Ao todo, 41 passageiros, 13 tripulantes e três garçonetes estavam no local; 39 pessoas foram resgatadas com vida e sete corpos foram encontrados, mas socorristas ainda buscam por 11 pessoas desaparecidas. As condições de busca na região são difíceis, já que equipes de resgate usam dois botes infláveis, passam a maior parte do tempo no escuro e enfrentando ondas de até quatro metros de altura.

Não há informações sobre quantas vítimas moravam na região e quantas eram turistas visitando a área marcada por praias paradisíacas. Nesta quinta, familiares de sobreviventes foram até o porto para realizar cerimônias religiosas pela vida dos entes queridos. Tragédias do tipo são comuns na Indonésia, que usa balsas para a maior parte dos transportes entre as mais de 17 mil ilhas do arquipélago. Em 2018, 167 pessoas morreram após uma navegação superlotada afundar em uma cratera vulcânica no norte da província de Sumatra. A pior ocorrência na história recente foi em 1999, quando mais de 300 pessoas se afogaram em outro naufrágio que deixou somente 20 sobreviventes.