Nomeações de Biden chamam atenção pela diversidade racial e de gênero

O democrata deve nomear o primeiro latino e a primeira mulher para cargos de chefia na Segurança Nacional, além da primeira afro-americana a ocupar um cargo no Conselho

  • Por Bárbara Ligero
  • 23/11/2020 15h49
Montagem Wikimedia CommonsAlejandro Mayorkas, Avril Haines e Linda Thomas-Greenfield, que fizeram parte da equipe de Barack Obama, devem se juntar agora ao time de Biden

O time de transição de Joe Biden afirmou que o presidente eleito dos Estados Unidos oficializará importantes contratações para cargos relacionados à segurança nacional nesta terça-feira, 23. Entre elas está a nomeação do primeiro latino a comandar o Departamento de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, e da primeira mulher a chefiar a Comunidade de Inteligência do país, Avril Haines. Biden também apontou Linda Thomas-Greenfield para ser embaixadora nas Nações Unidas, o que a torna a primeira mulher afro-americana a ter um assento no Conselho de Segurança Nacional. Além disso, o democrata designou funções para John Kerry, que comandará as questões relacionadas aos problemas climáticos; Antony J. Blinken, que será o seu secretário de Estado; e Jake Sullivan, futuro conselheiro de Segurança Nacional.

Segundo o jornal norte-americano The New York Times, a equipe de Joe Biden será então composta por antigos funcionários do governo do ex-presidente Barack Obama, que trabalharam com o democrata durante anos e já são conhecidos entre diplomatas estrangeiros de todo o mundo. A mistura racial e de gênero também reflete o compromisso do presidente eleito com a diversidade. Além disso, as nomeações mostram a determinação de Biden de realizar a transição de poder independente das recusas de Donald Trump em aceitar o resultado das eleições projetado pela mídia norte-americana.