OMS desaconselha máscaras com válvulas para proteção contra Covid-19

A entidade também publicou recomendações sobre uso do acessório em crianças de diferentes faixas etárias e apontou como devem ser as máscaras para o público em geral

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2020 12h30 - Atualizado em 02/12/2020 15h24
Pixabay OrnaWSegundo a OMS, esse tipo de máscara pode fazer o usuário respirar um ar que não foi adequadamente filtrado

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu novas recomendações sobre o uso de máscaras durante a pandemia de coronavírus nesta quarta-feira, 2. O documento desaconselha o uso daquelas que possuem válvulas, já que existe o risco do usuário exalar um ar que não foi suficientemente filtrado pelas mesmas. A entidade indica que médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde, além das pessoas que pertencem ao grupo de risco, utilizem máscaras N95, FFP2 e FFP3, por exemplo, que possuem maior capacidade de proteção contra o contágio aéreo. O público em geral, por sua vez, é aconselhado a usar máscaras não médicas, como as de pano. Idealmente, elas devem ser feitas com três camadas: uma exterior impermeável, uma interior que permita a passagem de umidade e uma camada filtrante intermediária.

Uso de máscara em crianças

A OMS apontou, ainda, que o uso de máscaras não é recomendado para crianças menores de cinco anos de idade. Para aquelas entre seis e onze anos, a decisão deve ser tomada considerando diferentes fatores, como a transmissão do vírus na comunidade, a capacidade das crianças de usar o aparato e o ambiente social e cultural. Acima de 12 anos, as recomendações passam a ser as mesmas que as dos adultos.

*Com informações da EFE