Polícia da Índia prende seis suspeitos de planejar atentados terroristas a celebrações

Armas e explosivos foram encontradas com presos, que estavam separados em três estados do país asiático

  • Por Jovem Pan
  • 15/09/2021 11h54 - Atualizado em 15/09/2021 19h44
Jorge Royan/Creative CommonsAtentados seriam realizados em celebração religiosa no país

A polícia da Índia anunciou nesta terça-feira, 14, que desmontou uma célula terrorista formada por paquistaneses ao prender seis homens que estariam planejando atentados em “grandes cidades do mundo”. Segundo as autoridades, pelo menos dois dos suspeitos presos teriam visitado o país vizinho e recebido treinamentos sobre como usar explosivos e armas para atacar pessoas. “No Paquistão, eles foram mantidos em uma fazenda por 15 dias. Neste período, eles foram treinados a usar armas de fogo”, afirmou em entrevista ao canal NDTV o representante da polícia de Nova Déli, Neeraj Thakur. Segundo ele, o alvo principal do grupo era atacar espaços religiosos durante as festividades de Durga Puja, uma celebração hindu que é realizada em 4 de novembro.

Para que as detenções fossem feitas após o trabalho de inteligência policial, uma operação coordenada entre três estados foi realizada. Dois suspeitos estavam na capital do país, Nova Déli; três no estado de Uttar Pradesh e um em Rajashtan. Com eles, foram encontradas armas e explosivos. A suspeita da Índia é de que o irmão de um dos presos, um terrorista procurado no país identificado como Dawood Ibrahim, tenha financiado o transporte, treinamento e outros aspectos logísticos do ataque frustrado. A Índia acusa o Paquistão de esconder o suspeito, o que é negado pelo país e aumenta as tensões internacionais.