Polícia de Nova York identifica suspeito de atirar em três pessoas na Times Square

O incidente ocorreu em plena luz do dia na praça turística lotada, quando de dois a quatro homens entraram em disputa e um deles começou a atirar

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2021 21h16
Reprodução/NBC New York.com - 08.05.2021 As vítimas são uma menina de 4 anos de Nova York, que foi baleada na perna e está se saindo bem depois de ter sido operada; uma mulher de 23 anos de Rhode Island, que foi tingida na perna; e uma mulher de 43 anos de Nova Jersey, acertada no pé. O incidente ocorreu em plena luz do dia na praça turística lotada, quando de dois a quatro homens entraram em disputa e um deles começou a atirar. Depois disso, todos eles fugiram do local, segundo a polícia de Nova York, que precisou fechar o espaço temporariamente. As autoridades, que não recuperaram a arma e ainda estão tentando localizar Farrakhan Muhammad, divulgaram ao público a imagem de um homem relacionado à briga, sem confirmar se é a dele.

As autoridades de Nova York identificaram o homem suspeito de ter atirado em três pessoas na Times Square, na tarde do último sábado, 8 – as três vítimas passam bem e estão se recuperando em um hospital. De acordo com a emissora de televisão “ABC7”, que menciona fontes policiais, o responsável pelos disparos é Farrakhan Muhammad, de 31 anos, que tem antecedentes criminais por agressão, trabalha ilegalmente como vendedor e durante o incidente de sábado tentou atirar em seu irmão, que o identificou durante a investigação.

As vítimas são uma menina de 4 anos de Nova York, que foi baleada na perna e está se saindo bem depois de ter sido operada; uma mulher de 23 anos de Rhode Island, que também foi tingida na perna; e uma mulher de 43 anos de Nova Jersey, acertada no pé. O incidente ocorreu em plena luz do dia na praça turística lotada, quando de dois a quatro homens entraram em disputa e um deles começou a atirar. Depois disso, todos eles fugiram do local, segundo a polícia de Nova York, que precisou fechar o espaço temporariamente. As autoridades, que não recuperaram a arma e ainda estão tentando localizar Farrakhan Muhammad, divulgaram ao público a imagem de um homem relacionado à briga, sem confirmar se é a dele.

*Com informações da Agência EFE