Portugal suspende lote da vacina da Janssen após supostos efeitos adversos em 20 pessoas

País instaurou investigação para analisar se doses do imunizante têm alguma ligação com desmaios registrados em cerca de 20 pacientes

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2021 13h33 - Atualizado em 15/07/2021 16h03
EFE/EPA/SANDER KONINGLote de vacinas foi suspenso em Portugal

A Autoridade Nacional de Medicamentos de Portugal suspendeu nesta quarta-feira, 14, um lote de vacinas de dose única da Janssen aplicadas na região de Mafra após uma sequência de “efeitos adversos” em mais de 20 pessoas que tomaram o imunizante do mesmo lote. Elas teriam apresentado episódios de desmaio, segundo a imprensa local. Em um comunicado, o Infarmed afirmou que até o momento nenhuma suspeita de defeito na qualidade do lote do fármaco foi reportada em outros centros de vacinação, mas disse que análises seriam feitas nos imunizantes. “O Infarmed decidiu dar início a um processo de investigação de qualidade das unidades remanescentes da vacina naquele local de vacinação, assim como suspender este lote até as devidas averiguações estarem concluídas”, diz trecho do documento divulgado pelo órgão.

A quantidade de doses suspensas não foi informada pelo Infarmed, mas a medida gerou algumas mudanças no plano de vacinação local do país, que hoje administra os imunizantes em pessoas com mais de 40 anos sem marcação prévia. Vacinas do mesmo lote aplicadas em outros locais do país não tiveram qualquer registro de efeito adverso em pacientes. Dados locais estimam que 42% dos portugueses estejam completamente imunizados contra a Covid-19 e que 60% deles tenham tomado pelo menos a primeira dose das vacinas até o momento. Portugal registrou 17.182 mortes e 916.559 casos de Covid-19 desde o início da pandemia.