Franceses protestam contra exigência de ‘passe sanitário’ para acessar locais do país

Manifestações ocorreram na data em que país comemora Dia da Bastilha; na segunda-feira, presidente anunciou que confirmação da vacina ou teste negativo da Covid serão cobrados

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2021 12h50 - Atualizado em 15/07/2021 16h59
EFE/EPA/LUDOVIC MARIN / POOL MAXPPP OUT Protestos ocorreram no Dia da Bastilha

Pelo menos 19 mil pessoas foram às ruas de Paris nesta quarta-feira, 14, para protestar contra as novas medidas de prevenção contra o coronavírus impostas pelo governo francês, que a partir do dia 26 vai exigir certificado de vacinação ou teste negativo de Covid-19 para aqueles que querem andar de transporte público e a partir de agosto vai determinar apresentação de passaportes sanitários para ingresso em bares e restaurantes. Os manifestantes foram às ruas carregando faixas com pedidos de “não à obrigatoriedade das vacinas” e, de acordo com o jornal Deutsche Welle, foram dispersados com gás de pimenta. O anúncio do endurecimento das medidas foi feito na segunda-feira, 12, pelo presidente Emmanuel Macron e causou uma corrida em busca dos imunizantes no país. Na tarde da quarta-feira, 15, mais de duas milhões de pessoas já tinham se registrado para a vacinação.