Presidente da Argentina diz que compartilha com França preocupação pela Amazônia

No mesmo dia, o líder francês Emmanuel Macron afirmou que apoiará Alberto Fernández nas negociações com o FMI para estender o vencimento das dívidas argentinas

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2021 16h59
EFE/EPA/YOAN VALATEmmanuel Macron e Alberto Fernández se reuniram nesta quarta-feira, 12, no Palácio do Eliseu em Paris

O presidente Alberto Fernández disse nesta quarta-feira, 12, que a Argentina e a França compartilham a mesma preocupação em relação à proteção da Amazônia e o combate às mudanças climáticas. A afirmação foi feita pouco antes de um encontro entre o argentino e o líder francês Emmanuel Macron no Palácio do Eliseu. Fernandéz afirmou que seu governo sempre se esforçou para o aprofundamento do Acordo de Paris e lembrou que o seu país conta com 5 milhões de hectares de mata nativa no Parque Nacional Impenetrável. “É uma reserva onde é muito difícil entrar e com a qual temos um cuidado especial, porque sabemos que é um dos pulmões do mundo. Este esforço não tem que ser só argentino, mas do mundo inteiro. Terminar com o desmatamento, cuidar dos espaços verdes e entender de uma vez por todas que através dos bosques e florestas nativas respira o mundo”, afirmou.

Negociação de dívidas

O presidente Alberto Fernández está na Europa para conseguir apoio entre os líderes mundiais para o atraso no pagamento da dívida externa argentina. Depois de receber sinais positivos de Portugal e da Espanha, ele conseguiu a garantia de que a França também estará ao seu lado nas negociações para prolongar o vencimento das dívidas com o Clube de Paris e o Fundo Monetário Internacional (FMI). “Queremos que a Argentina chegue a um acordo quanto antes possível”, afirmou Emmanuel Macron, em um sinal de apoio que o presidente argentino agradeceu publicamente. Na quinta-feira, 13, Fernández deve se encontrar com o Papa Francisco no Vaticano.