Primeiro-ministro do Haiti anuncia que vai renunciar ao cargo

Claude Joseph passará cadeira para médico Ariel Henry, que foi nomeado por Jovenel Moise dias antes da morte dele, mas não chegou a ser empossado

  • Por Jovem Pan
  • 19/07/2021 12h31 - Atualizado em 19/07/2021 19h06
EFE/ Jean Marc Hervé AbélardPrimeiro-ministro do Haiti afirmou que renunciará

O primeiro-ministro interino do Haiti, Claude Joseph, que assumiu a liderança do país após o assassinato do presidente Jovenel Moise, afirmou nesta segunda-feira, 19, que vai renunciar e passar o seu cargo para o médico Ariel Henry, nomeado pelo presidente Jovenel Moise dois dias antes do atentado que tirou a sua vida.”Estou apenas interessado em garantir que a Justiça seja feita”, afirmou em entrevista ao jornal The Washington Post. Claude disse que não tem qualquer interesse em uma disputa pelo poder e que renunciará pelo bem à nação. Apesar de não ter anunciado a saída oficialmente, a confirmação dada ao jornal norte-americano foi confirmada por agências internacionais junto a fontes governamentais. A expectativa é de que a transferência de cargo ocorra nesta terça-feira, 20, três dias antes do enterro do presidente morto. No último sábado, Ariel Henry, que foi nomeado, mas não foi empossado, teve o respaldo de uma série de países estrangeiros e da Organização das Nações Unidas (ONU) para assumir o cargo.