Príncipe Andrew, filho da Rainha Elizabeth, é processado por abuso sexual de menor de idade

Membro da monarquia é acusado por norte-americana de 38 anos de ter cometido abuso sexual contra ela em Nova York quando ela tinha 17

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2021 11h31 - Atualizado em 10/08/2021 16h14
EFE/EPA/JEAN-CHRISTOPHE BOTTPríncipe Andrew não se posicionou sobre o processo até o momento

O príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II, está novamente no centro de um escândalo sexual após Virginia Giuffre, uma suposta vítima que afirma ter sido abusada pelo monarca quando era menor de idade, mover um processo contra ele nos Estados Unidos. O príncipe nega as acusações da mulher, que relatou que ele teria abusado dela quando ela tinha 19 anos em Nova York. A mulher, atualmente com 38 anos de idade, alega que o filho de Elizabeth II abusou dela sem seu consentimento e que ele sabia que ela era vítima da rede de tráfico sexual de Jeffrey Epstein, condenado nos Estados Unidos por abuso sexual antes de cometer suicídio na prisão no ano de 2019. Até o momento, a realeza não se posicionou sobre a ação movida pela mulher. Ele deu uma entrevista à BBC no ano de 2019 negando categoricamente conhecê-la, apesar de uma foto divulgada na imprensa local mostrar os dois abraçados.

“Não me lembro de ter me encontrado com aquela senhora, absolutamente nada”, disse o duque na ocasião. Naquele momento, porém, ele disse que “foi um erro” ter socializado com Epstein, que era parceiro de Ghislaine Maxwell, amiga próxima do duque de York que atualmente é acusada de conspirar com o empresário para abusar de vários menores nos EUA. Ele admitiu ter se hospedado várias vezes nas residências de Epstein no país norte-americano, mas disse que “nunca suspeitou de comportamento impróprio por parte do empresário”. Ainda no ano de 2019, por causa dos escândalos, o duque de York afirmou que estava se afastando da vida pública por tempo indeterminado. A última vez na qual ele foi visto em público foi no funeral do próprio pai, o duque de Edimburgo, em abril de 2021.