Secretário de Justiça afirma que não há provas capazes de reverter derrota de Trump

William Barr explicou que as acusações de falhas nas eleições presidenciais dos Estados Unidos não apontam para um problema sistêmico que possa anular a vitória de Joe Biden

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2020 18h08
EFE/EPA/Chris Kleponis / POOLO secretário de Justiça era considerado um dos maiores aliados do presidente Donald Trump

Nesta terça-feira, 1, o secretário de Justiça dos Estados Unidos, William Barr, afirmou que não existem indícios de fraude eleitoral que sejam capazes de mudar o resultado das eleições presidenciais realizadas no país em novembro. A declaração foi feita à agência de notícias Associated Press que, assim como outros veículos da imprensa norte-americana, projetou a vitória do democrata Joe Biden sobre o republicano Donald Trump. Durante a entrevista, o procurador-geral explicou que as acusações levantadas pela campanha do presidente não são sistêmicas, ou seja, ficam restritas a circunstâncias muito específicas que não farão diferença no resultado final.

A equipe de Trump respondeu aos comentários de Barr afirmando que irão continuar “perseguindo a verdade pelo sistema judiciário e legislativo dos estados” e que não houve qualquer aparência de que uma investigação tenha sido realmente realizada. O secretário de Justiça era considerado um dos maiores aliados do presidente Donald Trump. Antes da eleição, ele mesmo chegou a dizer que a votação pelo correio poderia ser especialmente vulnerável a fraudes.

*Com informações de agências internacionais