Trump fala em fraude eleitoral, ameaça ir à Suprema Corte e anuncia: ‘Estamos prontos para comemorar’

Em discurso a apoiadores, o republicano garante a vitória no pleito americano: “Francamente, vencemos a eleição”

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2020 04h57 - Atualizado em 04/11/2020 05h54
EFE/EPA/CHRIS KLEPONIS / POOLO republicano acusa Joe Biden de judicializar o pleito para para atrasar o resultado final da eleição

O atual presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, Donald Trump, afirmou “estar pronto para comemorar” a eleição norte-americana. Em discurso a apoiadores na madrugada desta quarta-feira, 4, na Casa Branca, o republicano disse que estava pronto para celebrar a vitória sobre Joe Biden, mas “tudo foi adiado”, em referência a suspensão da contagem de votos em alguns estados. “Estamos nos aprontando para comemorar, os cidadãos saíram para votar em números recordes, nós ganhamos em estados em que não esperávamos ganhar”, disse.

Em seguida, Trump citou estados importantes vencidos pelo partido, como Ohio, Texas e Flórida, e garantiu que o opositor “nunca poderá nos alcançar”. Até o momento, pouco mais de 85% das urnas já foram apuradas. Joe Biden segue com 235 delegados e Donald Trump com 213. Mesmo assim, o atual presidente já fala em vitória antecipada. “Estamos prontos para ganhar essa eleição. E, francamente, vencemos essa eleição”. Donald Trump falou ainda da possibilidade de ir à Suprema Corte para que a “lei seja usada da forma apropriada” ao citar uma suposta fraude eleitoral. O republicano acusa Joe Biden de judicializar o pleito para para atrasar o resultado final da eleição. “É uma fraude enorme na nossa nação. Queremos que toda a votação pare, não queremos que encontrem votos às quatro da manhã e que os adicionem às listas. E no que nos diz respeito nós já ganhamos”, afirmou Trump, agradecendo aos apoiadores presentes. “Eu quero agradecer ao povo americano pelo grande apoio, pelos milhões de votos. Estão tentando desvalorizar o voto dessas pessoas que me apoiaram”, disse.