Twitter bloqueia conta de Trump e ameaça bani-lo caso incite a violência

Rede social exclui publicações do presidente dos EUA que deslegitimavam o resultado das eleições presidenciais e chamavam invasores do Capitólio de ‘muito especiais’

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2021 00h18 - Atualizado em 07/01/2021 00h47
EFE/EPA/CHRIS KLEPONIS / POOLInvasão no Capitólio por parte de apoiadores do republicano Donald Trump ocorreu durante a cerimônia de formalização da eleição do democrata Joe Biden

O Twitter anunciou nesta quarta-feira, 6, uma série de medidas contra a postura do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em sua plataforma digital. À noite, a rede social o baniu por 12 horas, até que ele exclua, por conta própria, conteúdo que incita a violência. A medida foi tomada após uma série de publicações favoráveis aos invasores do Congresso americano. Durante a manifestação, que contou com a presença de milhares de manifestantes pró-Trump, houve confusão, enfrentamento da polícia, disparos e a morte de uma mulher, que foi atingida no peito por um tiro.

“Como resultado da situação violenta sem precedentes e contínua em Washington, D.C., exigimos a remoção de três tuítes de Donald Trump que foram postados hoje por violações repetidas e graves de nossa política de integridade cívica. Isso significa que a conta de Trump ficará bloqueada por 12 horas após a remoção desses tuítes. Se os tuítes não forem removidos, a conta permanecerá bloqueada. Futuras violações das regras do Twitter, incluindo nossas políticas de Integridade Cívica ou Ameaças Violentas, resultarão na suspensão permanente de sua conta”, diz um comunicado divulgado pela rede social.

Uma das mensagens apagadas pelo Twitter foi um vídeo, publicado por Trump na tarde desta quarta-feira, 6, no qual ele pedia para que os invasores voltassem para casa, mas insistia na teoria da conspiração de que as eleições presidenciais, que elegeram Joe Biden, foram roubadas. O presidente dos Estados Unidos também afirmou que os invasores eram “muito especiais” e pediu “paz”. “Eu entendo a sua dor, eu entendo a sua dor. Tivemos uma eleição que foi roubada de nós. Foi uma vitória esmagadora e todos sabem disso, especialmente o outro lado, mas você tem que ir para casa agora. Precisamos ter paz. Temos que ter lei e ordem. Não podemos fazer o jogo dessas pessoas. Precisamos ter paz. Então vá para casa. Nós te amamos. Vocês são muito especiais”, disse Trump.

Além do Twitter, Facebook e Instagram anunciaram uma suspensão de 24 horas das contas de Donald Trump. Em nota, afirmaram que “duas violações de política contra a página do presidente Trump” resultariam “em um bloqueio de recursos de 24 horas, o que significa que ele perderá a capacidade de postar na plataforma durante esse tempo”.