Vacina contra Covid-19 da Sanofi e GSK teve resposta imune ‘insuficiente’

As empresas farmacêuticas francesa e britânica, respectivamente, anunciaram que seu imunizante não gerou os resultados esperados em idosos

  • Por Jovem Pan
  • 11/12/2020 13h30 - Atualizado em 11/12/2020 13h31
EFE/EPA/YOAN VALAT/ArchivoA melhor previsão indica que as vacinas só terão passado por todos os testes clínicos no segundo semestre de 2021

As empresas farmacêuticas Sanofi e GSK anunciaram que o desenvolvimento de sua vacina contra a Covid-19 não ficará pronta dentro do prazo esperado, que era o segundo semestre de 2021. De acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira, 11, o imunizante apresentou uma resposta “insuficiente” em pessoas idosas durante a primeira e a segunda fase dos testes clínicos. Os adultos entre 18 e 49 anos, no entanto, criaram uma imunidade comparável à de pacientes que já foram infectadas pelo novo coronavírus e se recuperaram.

A francesa Sanofi levantou a possibilidade dos idosos não terem desenvolvido a proteção desejada contra a Covid-19 porque a concentração de antígenos na vacina era baixa demais para isso. Dessa forma, as duas empresas iniciarão em fevereiro uma nova fase de testes intitulada “2B”. Caso ela seja bem sucedida, a terceira e última etapa ficaria para o segundo trimestre de 2021 e os pedidos de aprovação às agências reguladoras para a última metade do ano.

*Com informações da EFE