Vulcão Cumbre Vieja entra em erupção nas Ilhas Canárias; veja vídeo

Presidente da Espanha adiou viagem à ONU para acompanhar de perto trabalho na área atingida; atividade da lava no momento não oferece risco de tsunami no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2021 13h56 - Atualizado em 19/09/2021 14h09
IGN-CNIG/Twitter/Reprodução de vídeoGoverno local divulgou imagens da lava avançando em La Palma

O Cumbre Vieja, vulcão das Ilhas Canárias que deixou autoridades da Espanha em estado de alerta na última semana por dar sinais de atividade após quase 50 anos inativo, entrou em erupção neste domingo, 19, na região de La Palma. Mesmo ficando na costa da África, o vulcão era monitorado pelo Instituto Geográfico Nacional do governo da Espanha, responsável pela administração da área, desde o último dia 11. A informação oficial da erupção foi passada à população às 15h35 no horário local (11h35 no horário de Brasília) e um plano traçado nas últimas semanas, com o monitoramento aéreo da lava e a coordenação de evacuações foi colocado em prática. Até o momento, a erupção é considerada como de baixo impacto, mas o Conselho de Saúde do governo das Ilhas Canárias informou que tem recursos e equipamentos sanitários suficientes para fazer a evacuação da ilha com quase 85 mil habitantes em caso de necessidade.

De acordo com o boletim mais recente do órgão, mais de 6,6 mil tremores foram registrados até o momento com a atividade sísmica do Cumbre Vieja. Até o momento, três rodovias foram fechadas e pessoas com mobilidade reduzida foram convidadas a se retirar de pelo menos sete regiões da ilha. “Pedimos à população que não se aproxime da zona de erupção para evitar riscos desnecessários. Também lembramos que é importante manter as rodovias livres para que elas possam ser utilizadas pelas equipes terrestres”, afirmou comunicado do governo nas redes sociais. O Ministério do Interior espanhol enviou 75 agentes policiais e 130 membros da guarda civil do país até a ilha, assim como um helicóptero e patrulhas de reforço para ajudar no monitoramento da situação no local.

A Comissão Científica do Plano Especial de Proteção Civil e Atenção a Emergências por Risco Vulcânico (Pevolca) tinha declarado no último dia 15 um nível de alerta de erupção amarelo, o que, de acordo com o termômetro da comissão, significava um aumento da sismicidade com emissão de gases e uma possível erupção sem qualquer risco à população. Neste domingo, o órgão aumentou o nível para laranja, o que ainda demonstra uma erupção sem risco à população. O último nível de alerta local é o vermelho, que denuncia riscos à população, casas locais e ao meio ambiente.

O presidente da Espanha, Pedro Sánchez, afirmou nas redes sociais que está a caminho das Ilhas Canárias para acompanhar a evolução do vulcão e “ver em primeira mão a situação em La Palma, a coordenação do dispositivo e os protocolos ativados”. Por causa disso, ele adiou a viagem que faria neste domingo a Nova York, onde participará da Assembleia Geral das Nações Unidas na terça-feira, 21. O “despertar” do Cumbre Vieja chamou atenção de brasileiros na última semana porque análises científicas feitas pelo Instituto de Geofísica e Física Planetária da Universidade da Califórnia nos anos 2010 projetaram que, no caso de uma erupção explosiva (nível mais forte de uma ocorrência vulcânica), um grande tsunami pode atingir o oceano Atlântico, afetando áreas da África Ocidental e litoral do Reino Unido e causando uma sequência de ondas de até 25 metros de altura nas costas da América do Norte e do Sul, o que afetaria o Brasil. As possibilidades de algo do tipo ocorrer, porém, são baixíssimas.